14 de janeiro de 2019

O pesar

Tela: Hasta luego (1896), Antoni Coll i Pi

O jeito com que levam o féretro
não denuncia o peso que tem.

Nutre o corpo, no sono eterno,
de tudo o que brotou em alguém:

sentimentos robustos, mas ternos
que nessa hora seguem além -

deixando bem distante de etéreo
o sentido que à morte convém.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).