25 de novembro de 2018

Inconstante

Tela: Niña (1904), Joaquín Sorolla

A paciência da orla é infinita
(feito grãos de areia juntos)
ante o que chega, e recua.

Nem com a lua lá em cima
à maré, dando um impulso,
os avanços do mar duram.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).