24 de setembro de 2018

A safra

Imagem: Woodcut illustration of Ceres (Roman deity) - 1474 - Johannes Zainer

Semear não é nenhum absurdo -
há muitos que fazem sem querer:
das mãos, saltam num descuido
sementes que se põem a crescer.

Porém, se vem a hora do fruto,
nem todo semeador quer colher.
Assim, mesmo em solo fecundo,
o amor brota e em vão vai romper.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário