15 de maio de 2018

Lêvedos

Tela: Le Goûter (1880), Léon Bazille Perrault

Para P. L.

Qual um pão, por inteiro,
ao ser bem-preparado
sem ter tudo a contento,
e que se vê levedado,

no amor, quem tem menos
não se faz de rogado:
dar-se ao outro é fermento
que o deixa aumentado.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário