2 de maio de 2018

Confiança

Tela: Starry Night (1850-65), Jean-François Millet

Ah! Com que calma (a toda prova)
saçarica a noite, desenvolta:
poder dar as costas na aurora,
porque, no regresso, cada joia
estará no lugar - como foi posta.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário