23 de janeiro de 2018

Silêncio

Tela: Jeune fille au papillon, Guillaume Seignac (1870-1924)

Nas suas asas de éter
há um recado de chumbo
(qual a saúva que ergue
mais que seu peso bruto).


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).