10 de janeiro de 2018

O ciclo

Tela: Aske - Ashes (1895), Edvard Munch

De longe se nota no talhe:
desenvolve o rebento.
Dócil, acompanha a praxe
mesmo sendo pequeno:
nem cedo, nem mais tarde
- conforme seu tempo -
inteiro, e não pela metade
nasce o sentimento.

Se Fracos o põem à parte
e Outros dão fomento,
pra Todos (esta é a verdade)
o amor é um tormento!


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário