29 de janeiro de 2018

Ichthys

Tela: The Fisherman and the Syren (1856-58),
Frederic Leighton, 1st Baron Leighton

O peixe de que falam, ignoro.
Minha mira captura o que convém:
olhos inquietos,
escamas lanhadas,
barbatanas rudes.
Miúdos que escapam das vistas grossas,
mas que têm seu valor de mercado:
são iguarias também.
O peixe de que falam salta,
rabeia no ar, tem a carne nobre.
Eu preparo isca, anzol e vara
pra um feito de pormenores:
não fartam e me mantêm.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).