11 de dezembro de 2017

Deuses

Imagem: Illustration by Harry Furniss in Sylvie and Bruno (1889) by Lewis Carroll

Voava aqui um besouro onipotente
grande e de zumbido insistente
que me acuou e fez gritar prontamente.
Nenhum de nós, porém, tinha em mente
que esperava ali, mais à frente,
a inversão dos papéis de repente:
assim que pousou ao chão rente,
foi-se o ar altivo (ou equivalente)
e sem tempo de estarmos cientes
- olho por olho, dente por dente -
pela casca, o nivelei para sempre.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário