4 de setembro de 2017

Absolutismo

Tela: Clytie (1895-96), Frederic Leighton

Quando chega ao recinto,
eu me curvo em mesura.
É que reina em meu íntimo -
e com que desenvoltura!
Um meneio e eu rio;
crispa a face? Fico muda.
O amor nos torna ínfimos
ante o que vestiu de púrpura.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.