1 de junho de 2017

Uma tarde

Tela: L'Après-midi à Naples (1875), Paul Cézanne

Para S. A.

Vamos desperdiçar o nosso tempo.
Ver, numa tarde, seu desfolhamento
sobre um rio cheio de açodamento
que o leva ao forçoso recolhimento.

E abençoados, com menos tempo,
nos restará apenas o desfrutamento
deste quinhão grande, mas avarento
que passa aqui agora: Este Momento.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.