15 de março de 2017

Despedida

Tela: La Belle Rosine (1847), Antoine Wiertz

Velar carcaça? Que tirano te obriga?
Corre, se ficou perdido!
Pagar de carpideira, não precisa:
não há recompensa pelo serviço.
Teve que ir? Tudo justifica.
Se pertence aos fundos ou mais arriba,
que parta e tá resolvido.
"Eu rezo, vai que ressuscita!" -
só o faze em memória de Cristo.
Pra outro caboclo, não te habilita.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário