18 de fevereiro de 2017

Mártir

Foto de Ntr.Photos (licença Creative Commons
Atribuição-Compartilha Igual 4.0 Internacional)

Com que dignidade a flor cumpre seu santo ofício!
Rebenta, não obstante a seca, a mancha negra
uma mão ou a intempérie de uma lâmina
que as formiguinhas manejam rente ao meio-fio.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.