26 de dezembro de 2016

O equívoco

Foto de Hans Hillewaert

Passarinho e elefante ao pressentir calamidade
- dilúvio, chuva de fogo, 10 pragas -
disparam em debandada pra léguas além.
A Mulher, não: vira estátua de sal, se enche de chagas...
Crente que um milagre, do nada, intervém.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Um comentário:

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.