31 de outubro de 2016

Sobrancelhas

Tela: Dame mit Muff (1916), Gustav Klimt

Não se espante se não se arqueiam:
só tomam susto com o que é alheio.
Em carne e osso ou aparição?
De distinguir, não se acha jeito:
de vê-lo em tudo, um olhar tá cheio.


29 de outubro de 2016

Revelação

Tela: Samson et Dalila (circa 1615), Gerard van Honthorst

A luz é o disfarce perfeito
pro anseio dos corações.
Pende a sombra sobre tudo
e eis um foco de respeito
nas segundas intenções.


28 de outubro de 2016

Segredo de polichinelo

Tela: Abschied (circa 1898), Heinrich Vogeler

O que havia por trás de tudo?
Do relógio, do espelho, do armário
da fila do fundo, do último da classe?
Longe se vai o tempo
em que a retaguarda era mistério:
para o que você dá as costas
(infelizmente) sei ao certo.


25 de outubro de 2016

Esmero

Imagem: Reine de Joie (1892),
Henri de Toulouse-Lautrec

Para el

Essa rajada minuciosa,
que não salta nada:
afaga até o chão;
lembra a amante ciosa
que da superfície amada
assopra restinhos de pão.


24 de outubro de 2016

Do desejo

Foto de Tiago J. G. Fernandes from Portimão, Portugal

Do casulo, se aparta
e borda toda a paisagem.
Mas tão logo esvoaça
se evola qual a miragem.


22 de outubro de 2016

Resignação

Foto de Ryan Hodnett

Poucos resistem nas alturas:
quase tudo é fadado ao chão.
Essa sina, a folha não refuga -
seu salto gracioso é inspiração.


5 de outubro de 2016

O repúdio

Foto de sébastien bertru

Sua rama seca já não sustenta
do passarinho, euforia e agitação.
Segure as pontas: já, já se ausenta
quem lesaria, num tombo, o coração.