27 de setembro de 2016

Sem alarde

Tela: Interior with potted plant on card table, Bredgade 25
(1910-11), Vilhelm Hammershøi

Há amores que vão como chegaram:
na ponta dos pés.
Quando se nota, já se ausentaram
sem batida de porta
nem bilhete no espelho da pia...
(O que foi delicadeza no início
no fim é alheio à cortesia.)


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.