22 de agosto de 2016

Debalde

Tela: Primavera (1909) by Harald Slott-Møller

Tem coisas que nem o vinho
distorce de repente:
não se dobra ao sino
a índole indolente;
só se bota a pino
quem tá longínquo do poente
e inócuo é todo afinco
em corar o indiferente.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.