18 de junho de 2016

Impertinentes

Imagem: Ipponkyō kaishi - 17th century - Tosa Mitsuoki

Aquele galho comprido
cutuca nuvem, papagaio e jato -
como importuna o céu!

Lembra as mãos em ogiva
que a um Pai dedicado
ainda insistem que seja fiel.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

2 comentários:

  1. Estou encantada com sua poesia! Adorei o blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pôxa, Thaynara:

      Muito Obrigada por haver se manifestado sobre a poesia no Blog!!

      É maravilhoso quando nosso trabalho é abraçado, compreendido por alguém generoso como você!...

      Recebi seu comentário com imensa alegria!!

      Fique com Deus!!
      Saúde e Paz!!

      ~~~

      Excluir