18 de maio de 2016

Ubiquidade

Tela: Summer night (1894), Elin Danielson-Gambogi

Sem se mexer nem se molhar,
a lua boia no rio e em todo lugar.
Sem escafandro nem perda de ar,
ele vive sorvido em qualquer olhar.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário