16 de abril de 2016

Formiguinha

Tela: Im sommerlichen Laubwald, Julius Exter (1863-1939)

Recolhe tudo. Não se faz de rogada:
naco, pitaco, aparte.
Se refestela com migalhas:
pra ela, toda vírgula tem seu quilate.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.