20 de março de 2016

Ata-me!

Imagem: Amour et Psyché (1885), Auguste Rodin

Nós sem cera
nós sem finta -
sem firula.
Nós sem mim, sem tu
nós sem eles -
sem mistura.
Nós sem casca
sem as pontas -
com lisura.
Nós no andor
(sem altar) -
lá nas alturas.
Nós cegos, coladinhos
numa causa sem fissura:
só luxúria!


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.