21 de março de 2016

À gauche

Tela: Les murmures de l'Amour (1889),
William-Adolphe Bouguereau

Meu ouvido esquerdo está tapado -
aqui os anjos não bolem comigo.
Sobra o direito para os demônios
ditarem suas Regras de Extravio:
- não corte laços
- cruze na faixa
- tenha linha.
"Demônios: sou batizada -
podem ladrar à vontade."
Não ouço o que os anjos falam,
mas seu conselho, adivinho:
"Conversão sempre à esquerda,
pra manter reto o caminho".


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário