13 de dezembro de 2015

De Mão Beijada

Imagem: 34-caccia tortore, Tacuina sanitatis - XIV century - Unknown master

Facilitei a caçada:
meti-me na arapuca.
Ave rara
que buscou com as próprias garras
ser ilhada em vez da fuga.

Veja as asas, que infladas -
acompanham a envergadura.
Nas pupilas dilatadas,
impressa a última paisagem
que as penas emolduram.

É o fim da minha jornada.
Se, da caça, ele descura
vai-se o porte, murcham as asas.
E pela ceia adiada
um gorjeio triste perdura.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.