1 de novembro de 2015

Refrigérios

Tela: La Belle Liseuse (1916), Léon-François Comerre

O corpo tem seus meios
de se abster do que não convém.
Quando o cilício aperta,
fecha os olhos:
busca consolo no além.

Meu filho procura o chão, a bola.
Eu leio - olho pra baixo também.

Mas se pudesse escolher
alcançava outra coisa,
algo difícil, espantoso...
... Sua voz sussurrando "Meu Bem".


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário