8 de setembro de 2015

O mau tempo

Tela: Hurricane, Bahamas (1898), Winslow Homer

O vento tira o sossego das copas,
força uma coreografia nervosa;
canta uma ária sinistra
pelas fendas da janela de metalon.

Céu e sol se cobrem de vison
pra receber o visitante rude
que seca os frutos, esfria os pratos
e exila os bichos da rua.

"A natureza, não se argui" - quem discute?
Mas me rebelo cá no abrigo:
na minha cabeça, sempre uma flor
traz a primavera comigo.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário