12 de agosto de 2015

Poema pro bancário do Unibanco

Tela: красотка (1915), Boris Kustodiev

Atrás de um guichê bizarro,
diante da gaveta com fundos.
Atrás de autorizações prévias,
ante prazos absurdos...

Além das serras,
distantes a quilômetros,
sob a colcha fria
duas coxas te esperam -
sem burocracia nenhuma.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.