6 de agosto de 2015

Certeiro

Tela: Gabrielle Cot (1890), William-Adolphe Bouguereau

Recolhidos em feixe
no topo da cabeça,
os fios.

Ali e acolá,
feito potro assustado,
a mente.

Num gesto
feixe desfeito, potro amansado:
você vem?


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.