2 de junho de 2015

Vínculos

Tela: Cupid Untying the Zone of Venus, Joshua Reynolds (1723-1792)

E daí que o grilo garboso se prenda
a um paletó de seda?
Que a aranha prendada não abra mão
do saco de polvilho?
Que as formigas compartilhem mapas
ao pé do ouvido?
Que as operárias se aferroem a uma déspota?
(Uma joaninha aterra
na estrada de tijolos amarelos do anular esquerdo...)
A paixão chega e desfaz tudo:
não há laço que resista ao seu dedo.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.