25 de junho de 2015

Dois

Tela: Meisje in witte kimono (Geesje Kwak) - 1894 - George Hendrik Breitner

Mais um sonho apaga.
A alma acompanha o corpo
na noite que já vai alta.
Abatidos, um dorme
e a outra soluça
sem coberta nem calma.
Pra um,
a manhã vem depressa.
Pra outra,
a alvorada é promessa
que ela espera cheia de falta.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.