2 de junho de 2015

A Viagem

Imagem de Dawn Hudson

Com que entusiasmo abraçamos
a Expectativa da Viagem.
Nossos braços ávidos a abarcam
como se fosse a própria Chegada!

E ela é ampla, anca larga
cheia de berloques, babados:
se espalha pra todo lado
e se deixa ser apalpada.

E beijamos suas bochechas
e nos apoiamos no seu antebraço
andando pelos corredores vastos
que dão no dia da Partida
com suas grandes portas de aço!

E deitamos a cabeça farta
no seu ombro cheio de carne
e ela delicadamente bate
na maçã do nosso rosto esquálido,
pra dizimar a ansiedade:
"Ache a paz aqui no meu regaço...".

Como é maciça,
deliciosamente opressora,
a Expectativa da Viagem!

Sobretudo, se no ponto preto do mapa,
mesmo de costas
olhos vendados,
está aquele que nós adoramos -
aquele que (oxalá) num dia
também possa nos esperar...


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.