28 de maio de 2015

Turbilhão

Tela: 冨嶽三十六景・神奈川沖浪裏 - Edo period, 19th century - Katsushika Hokusai
(Thirty-Six Views of Mount Fuji-The Great Wave Off the Coast of Kanagawa)

Navio à deriva na borrasca:
assim é o amor.
Comum, na primeira viagem,
o tripulante cair
no mar agitado.
Há quem sorva um pouco de água
e quem afogue,
por não saber nenhum nado.
Eu me safo do leme de cara:
não há braço que aguente
o rebuliço das ondas no casco.
Aceito o balanço,
a náusea,
a dúvida: "Vai ser atracado?".
Amor: travessia gratuita
na qual, com gosto, eu embarco
não obstante o preço que cobra
ser caro.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.