3 de maio de 2015

Noli me tangere

Tela: View of Dresden by Moonlight (1839), Johan Christian Dahl

A lua desce
pra ter comigo no rio.

Cá embaixo
fica inquieta
muda o feitio.

Quero tocá-la
(tão perto)
mas resisto.

Se insisto,
desfaz-se na água
vai-se a amiga.
Pra quê o risco?


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.