24 de maio de 2015

Mater dolorosa

Tela: Det syke barn (1896), Edvard Munch

Me deu olhos aflitos
cravei dois de cansaço;
pediu meu regaço
só tinha galho seco:
quando insistiu, desabamos.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário