15 de abril de 2015

O remédio

Tela: Veronica Veronese (1872), Dante Gabriel Rossetti

Quem percorre outras plagas
estranha
o próprio ninho.

A carícia dos ares,
irresistível
pra quem se atém
a um cantinho.

Presos a um panorama,
meus olhos:
entediados passarinhos.

Se pousarem nos seus
(de novo),
sei que darão mil pulinhos!


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.