8 de abril de 2015

O dia

Tela: Norham Castle, Sunrise (1844), 
Joseph Mallord William Turner

O dia é amante generoso:
de todos, beija a fronte
acolhendo pro novo capítulo.

Uns, encontra frios
e beija na despedida.

Muitos, atarefados
e passa despercebido.

Em alguns, desvanece
o que já foi decorrido.

Em outros (é o meu caso),
tasca uma boca macia...

E o que devia ser só lembrança,
reaviva.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário