28 de fevereiro de 2015

Terceira Idade

Imagem: 100 Aspects of the Moon #25, "Gravemarker Moon" (1886), Tsukioka Yoshitoshi

O novo sempre me aterrou:
"Vamos sair?" Não. Tão bom aqui.
Desde menina, meu gesto é mínimo
minhas refeições, parcas
meus destinos, curtos.

Casarões me atraem,
museus com ou sem fila -
tudo o que tomba é ouro.
No criado-mudo,
dois avós que se foram:
os que mais falam comigo.

Se insulto o tempo,
é que me arrasta ao porvir,
e não pelas rugas:
nasci encurvada e as tenho todas.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

2 comentários:

  1. Olá! Adorei os poemas! Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Andréia,
    Saudações de BH!!

    Muito Obrigada pela generosidade do seu elogio!

    O poeta escreve para ser lido e quando o receptor/ leitor/ internauta da mensagem poética se manifesta, especialmente positivamente, é di-vi-no.

    Deus lhe pague.

    Saúde e Paz!!

    ~~~

    ResponderExcluir