26 de fevereiro de 2015

O convite

Tela: Moonrise - Soldier and Maiden (1905), Ernst Ludwig Kirchner

Vamos a pé: vias tortuosas
deixam carruagens e carros
bem parecidos.

Nas calçadas restritas,
postes e árvores ganham abraço
de quem perde o equilíbrio.

Alheios à ceifa,
buquês alviverdes roçam canelas
e ornam meios-fios.

Estendida no chão
uma trama amarela de folhas,
que desistiram do cimo.

À luz do dia
beija-flores furtam doce,
e rendem sorrisos.

Tão simples...
Mas são tesouros da minha rua
que quero (tanto) dividir consigo!


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.