11 de setembro de 2014

O ditado

Tela: In a Roman Osteria (1866), Carl Bloch

Filés de merluza
estirados no tempero.
O apressado come cru.
Codornas com pezinhos
enlaçados com barbante.
O apressado come cru.
O bacon tricolor
suando frio ali no canto.
O apressado come cru.
Arroz solto no caldinho
muito antes de ferver.
O apressado come cru.
Massa na bacia
com fermento e sem calor.
O apressado come cru.
Acabei de conhecê-lo
e cutuquei a minha amiga:
"É o amor da minha vida!".
Deu no que deu.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.