5 de agosto de 2014

Vingança

Tela: Telephone (1916), Morton Livingston Schamberg

Caí num emaranhado,
não sei como sair.
Tenho medo da estada
demorada,
de ficar pra sempre aqui.
Sol, nuvens, um pássaro
voando.
Vez ou outra um ponto
reluz:
helicóptero? Aeroplano?
No dia da liberdade
também vou brilhar.
Primeira coisa:
desligar na sua cara.
(Pago pra ver.)


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.