11 de agosto de 2014

O dia da Superlua

Fotografia de 阿爾特斯

O super-satélite
tá lá fora
se exibindo pros curiosos.
"Dá pra ver direitinho",
minha irmã sentenciou
de binóculo.
Sim.
Só de óculos reparei
nas manchas imensas
na face.

Manchas, crateras,
pisadas
e a bandeira dos States
fincada.
Se a vida fosse
como nas histórias
contadas,
haveria baia, feno...
E enquanto todos
se regalassem
com a beleza do seu
cavalo,
São Jorge puxaria
um cochilo
com vista pro Mar
da Tranquilidade.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.