25 de agosto de 2014

Fontana

Imagem: Spatial Concept “Waiting”, cut canvas by Lucio Fontana, 1960, Tate Modern -
Autor: Wmpearl

Fontana abriu o ventre
da tela.
É escuro.
O que vai sair de lá?
Nem sempre tem cabo,
tenente
ou alguém à paisana -
fico à espreita.

Talvez venha cobra,
regato
ou a Gaia inteira:
não há quem diga
"Pari o mundo"?

Suspeito que o filete
escuro
tá de mãos fechadas:
fascinante, não vai me nutrir.
Fascinado, ele é que vai me tragar.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.