22 de agosto de 2014

Dança dos Números

Imagem de Marina Shemesh

Nunca acreditei na sorte.
Na última vez
que me pediram pra colorir
quadrado no papelzinho,
recusei.

Não sou boa com números:
sorteiam 45, marquei 37.
O endereço é 420, guardei 240.
O preço dizia 49 e 90,
paguei 69 por engano.

Datas passam batido.
Meus parabéns
chegam sem graça.
Minhas primaveras,
mais que reconheço.

Não acumulo acertos,
não junto amigos.
Sofro muito:
conheço 8 ou 80.

Pecado, sei.
Não há uma noite
em que não sonhe
em acertar o cálculo
do Mestre:
"setenta vezes sete".


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.