31 de julho de 2014

Nós dois

Tela: The Crystal Ball (1902), John William Waterhouse

Tenho você
nas minhas mãos,
bola transparente
vazia e rica,
e não sei o que fazer consigo.

Não sei se deitamos,
tomamos um café
ou um banho quente,
pensamos no amor,
me tocamos,
viramos a página,
navegamos,
pomos fora
o que tá no lugar,
se saímos,
se ficamos,
se parados assim
olhamos pro céu
que troca de cor
como todo dia:
quando menos se quer.

Tenho você
nas minhas mãos
pequeninas
(pudera imensas)
que não querem abanar
ao vê-lo voando.
Ó, Tempo.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.