7 de julho de 2014

Maternidade

Foto de Anna Langova

Da incisão
na barriga
da minha perna
saiu' ma criança
que fugiu pro campo.

"Já é tarde!"
"Tarde demais..."

Preparei-lhe
coisas do ar,
e ela só pensa
em terra.

Convalesço.

Sozinha
com meu curativo,
não dou no pé.

Pego a taça
cheia de dedos.
Também torço:
quem vai me dar
de beber?


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.