26 de julho de 2014

Inércia

Tela: Sitzende Frau mit hochgezogenem Knie (1917), Egon Schiele

A vida
impõe movimento.
E eu só quero
ficar parada.

Assim
do jeitinho
que estou:
joelhos pra cima,
dobrados.

De perto
ar frio,
água do regato,
de longe
um miado.

Até a porta
se abrir
e alguém assoprar:
"Vamos almoçar?".


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.