2 de junho de 2014

Etiquetas

Foto: capa do álbum Rubber Soul (1965) - The Beatles

Adoro etiquetas.
Sem elas, o sentido
voa sem linha.
São como trilhos,
pro trem não descarrilar.
(Pra quê acidentes?)

Um bom uso
é na pintura abstrata.
De cara, não entendo
nada.
Aí, leio as letrinhas:
"Broadway Boogie-Woogie",
"Ritmo de Outono (Número 30)".
Um norte!

Também etiqueto
minha vida.
Pra não me perder,
não embaralhar.
Padrinhos: "Amor".
Oeste: "Lar".
Beatles: "Sempre".
Saudade: "Evitar".


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário