28 de junho de 2014

Consciência

Tela: The fifty-stree stages of Tokaidõ - 11 Hakone (1832), Hiroshige

Escrito em São Paulo - 17 de junho

Os imprevistos
são pedras grandes
que se soltam
dos cumes.

Jamais, jamais
a vida de antes.

Seguro a barra
do estrago,
se não fui eu
quem empurrei.

Deito e desperto
com a melancolia.

Quem tem
a culpa
como lençol
não adormece nunca.


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.