5 de maio de 2014

Lei de atração

Tela: Kneeling Female in Orange-Red Dress (1910), Egon Schiele


Queria chamar
atenção dele.
Ser pratinha que deslizou
do furo
e desfilou no assoalho.

Chamar atenção
é fácil -
pratinha, cozido,
estandarte.

Queria prender
atenção dele.
Mas onde a isca,
a teia, o laço?

Pergunto aos botões
da calça
como se atrai
um cabra
(não gosto de gato).

Na falta de lastro -
respondem -,
cruza-se dedos,
ateia-se velas:
só mesmo um milagre.

Tela: Nu féminin (circa 1918), Amedeo Modigliani


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.