17 de maio de 2014

Gozo

Tela: Butterfly and Flowering Plant (Undated)
by Shibata Zeshin

Esses momentos com você
são a borda do mundo.
Não tem pra onde ir mais.
Quando acabamos de fazer
o que durou 20 minutos,
olho pra cima e protesto:
"Não vá, felicidade, fique!".

Não adianta:
ela é borboleta travessa
que quer voar alto, pela janela,
deixando-nos sós.

Digo de novo: "Agora eu sei!".
"É isso então!..."
Você saca o celular,
tira uma foto dos nossos pés
e escreve na legenda:
Karenina e Alexei.

Tela: Hollyhock and Butterflies (between 1368-1644), Dai Jin

Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Um comentário:

  1. É no tecer asas poesia que o ventre é voo, casulo, vida, milagre. Iatamyra Rocha

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada por participar.