24 de abril de 2014

O Cumprimento

Tela: The Embrace (The Loving) - 1917 - Egon Schiele -
Fonte: The Yorck Project 10.000 Meisterwerke der Malerei

Ninguém sabe
o tanto que te adoro.
Que a visão do
seu cabelo grisalho
basta
pra marejar meus olhos.

Nosso cumprimento
já vale
pelo encontro todo.
O cumprimento
já podia ser
o encontro inteiro.

Quando o vejo
e você me vê
e nos abraçamos,
não sabe
que o céu se abre,
um ciclo se fecha
e só quero
em você
me verter?

Que essa hora
não acabe nunca!

Que esse perfume
que lhe vem
de cada lado
do pescoço
permaneça.

Que essa pele
enrugada e fina
não se estique
nem se dobre
polegada alguma.

Que seus braços
fortes
me contenham.
Que seus dedos
brancos
me aninhem.

Que seu peito
contra o meu
me aperte,
subjugue,
não me deixe beber
ar,
não me consinta
ir.

Me arraste
pro seu canto
e diga tudo
o que mereço
ouvir!

A vida toda
é este
instante
em que você
me olha
e eu o vejo
e nos sabemos
sua e meu.

Tela: The Kiss of the Sphinx (1895), Franz von Stuck


Importante:

Todos os Poemas escritos e publicados no Blog acatolica.com
são sistematicamente registrados
junto ao Escritório de Direitos Autorais (EDA)
da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (BRASIL).

Nenhum comentário:

Postar um comentário